A reforma do Android Auto se concentra em uma experiência de tela dividida

Uma foto do Android Auto no carro

O novo Android Auto em uma tela BMW.
foto: Florença Ion / Gizmodo

O novo visual do Android Auto está sendo lançado hoje para os testadores, embora ainda não esteja pronto para o horário nobre. A reforma anunciada no início do ano ainda é apenas uma versão beta. Não estará disponível na íntegra até 2023.

Pude experimentar o novo Android Auto na frota de testes do Google em sua sede. É definitivamente mais refinado do que o que uso agora no meu Subaru, e mal posso esperar para participar do beta e ver como isso se traduz ao volante. O design coloca uma nova ênfase na interface de tela dividida, para que você possa lidar com até três tarefas ao mesmo tempo sem desviar o foco do principal motivo pelo qual há uma tela em seu carro: o mapa. E como o Google anunciou em Poderiaa interface foi projetada para se adaptar a diferentes telas de carros, das maiores às menores.

Tela dividida para cada exibição

Uma renderização da interface de mapa do Android Auto

A nova interface de mapa do Android Auto também é sua graça salvadora.
Imagem: Google

Como o Google prometeu, o novo modo de tela dividida está chegando a todas as telas dos carros e aproveita melhor o tamanho de tela disponível. Em vez de exigir que você toque várias vezes para alternar listas de reprodução ou fazer uma ligação, a nova interface se divide com base no imediatismo da ação em questão. Por exemplo, se você estiver procurando um álbum no Spotify, a tela expandirá o “card” dedicado à reprodução de mídia enquanto o restante da tela permanecerá dedicado ao Google Maps para que você não perca seu lugar.

Em alguns casos, você receberá um terceiro cartão na tela. Por exemplo, se uma mensagem aparecer, você pode selecionar a notificação para expandi-la para um canto da interface. É menos perturbador do que a maneira como o Android Auto lida com notificações, que lê a mensagem por meio de um pop-up persistente, bloqueando parte do mapa. Se você não interagir muito com este terceiro cartão, ele apenas mostrará o clima.

The split-screen card interface is much easier to glance at while driving and stays consistent. You can always expect your navigation app to be on the left, closest to the driver’s side—it’s on the right for cars in countries where the driver position is switched. One or two cards on the other side show either music playback or contextual information.

A photo of the dock on Android Auto

Android Auto’s dock displays shortcuts only to the three most essential functions: navigation, music, and communication.
Photo: Florence Ion / Gizmodo

The dock area has also been consolidated. Now, only the three most essential Android Auto features are available as shortcuts. One icon will always reference the last navigation app used, the second will launch media playback, and the third offers access to the various communication apps installed on your phone—whichever Android Auto deems you use the most.

It feels more like Android in the car

A photo of Android Auto in the car

Android Auto has more Material You flavor this time around.
Photo: Florence Ion / Gizmodo

The new Android Auto feels more Android-y than the current version, as there’s more Material You flavoring throughout. In particular, the media playback card looks like it was plucked straight out of the notification shade that’s on Android 13, offering a more fluid experience between Android on the smartphone and the display in the car. However, I’m not sure I’d feel the same if I were using a third-party Android device. Android Auto feels like Google, while Samsung and OnePlus’s devices do not, because they run their versions of the OS.

Still not ready for primetime

A photo of Android Auto on an elongated screen

A look at the new Android Auto on an elongated display.
Photo: Florence Ion / Gizmodo

The final release of Android Auto will look like these photos, barring a few minor feature additions. For example, the highly-requested ability to scrub through a song by dragging your finger across the timeline isn’t currently in the beta, though it is planned for the launch.

I welcome these changes to Android Auto; frankly, they can’t come soon enough. In its current implementation, Android Auto feels clunky, especially if the car you’re driving isn’t accommodating to third-party software. But I’m optimistic these new changes will benefit even the most annoying dashboard setups. At the very least, the reimagined card interface is easier to glance at and ensures that it’s always the maps taking precedence over everything else—the way it should be with screens in the car.